O parlamentar é autor do projeto de lei que proíbe a instalação de banheiros unissex em escolas e instituições públicas de Palmas

Após caso de abuso sexual infantil em banheiro unissex, vereador Filipe Martins pede celeridade em PL; entenda

O vereador de Palmas, Filipe Martins já alertou em diversas reportagens sobre os perigos do banheiro unissex. Essa semana, uma escola de ensino médio em Wisconsin (EUA) fechou um banheiro unissex após um estudante de 18 anos ser preso por agressão sexual a uma criança.

“Quando alertei, era exatamente esse um dos receios. Qual pai e mãe se sentem tranquilo com seus filhos vivendo uma situação dessas, expostos a um risco eminente?”, questionou.

Filipe Martins é autor do projeto de lei Nº 017/2017 que proíbe a instalação de banheiros públicos unissex em escolas e outras instituições públicas de Palmas. Os banheiros unissex podem ser usados por qualquer pessoa. Martins entende que não há como impedir que oportunistas se aproveitem da situação. 

“Seria de extrema importância aprovarmos essa lei não só em Palmas, mas em todo Tocantins dando exemplo para o Brasil. Assim estaremos protegendo nossas crianças que já são vítimas de tanta violência”, lamentou.

No Tocantins, o campus de Araguaína da Universidade Federal do Tocantins já normalizou o uso de banheiros unissex e causou polêmica. No Brasil, alguns locais já adotaram a prática.

O grupo conservador ‘Family Research Council’ compilou uma lista de 21 incidentes de homens agredindo ou violando a privacidade das mulheres em banheiros públicos e alertou que as leis que permitem que as pessoas entrem nos banheiros com base em sua ‘identidade de gênero’ e não no sexo de nascimento, estão dando aos predadores sexuais a oportunidade de explorar as circunstâncias e cometer ‘agressões sexuais.