ASCOM

Filipe Martins do PSC, repudia a Instalação de Banheiros Unissex na UFT Campos de Araguaína

No Ultimo dia 13 de Setembro, a UFT Campos de Araguaína Unidade Cimba, Informou por meio da Coordenação Administrativa Marina Ribeiro de Matos, a normalização dos banheiros unissex dos Blocos E, F e H

UFT

No Ultimo dia 13 de Setembro, a UFT Campos de Araguaína Unidade Cimba, Informou por meio da Coordenação Administrativa Marina Ribeiro de Matos, a normalização dos banheiros unissex dos Blocos E, F e H, seguindo os passos da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) que no dia 11 de Agosto publicou em seu Facebook a decisão de transformar um de seus banheiros em unissex. De acordo com a fonte PUC, o banheiro é igual a qualquer outro em seu interior, mas traz na porta uma placa com dois desenhos de sinalização de sanitário: os ícones de um homem e uma mulher lado a lado. Além disso, está escrito “sanitário unissex”. No post do facebook, a universidade escreveu: “A PUC-SP, atenta à diversidade de sua comunidade universitária, composta por alunos, professores e funcionários, buscou contemplar a todos com a implementação de um banheiro unissex. A Instituição ressalta que este sanitário é de uso comum, não direcionado a um público específico.”

O Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CNCD/LGBT, baixou uma RESOLUÇÃO N° 12, DE 16 DE JANEIRO DE 2015, que as escolas e universidades não poderão impedir que os jovens usem os banheiros de acordo com suas vontades, homens poderão usar banheiros de meninas e meninas banheiros de meninos.

Não estou criticando a escolha sexual, todos são livres para fazer o que quiser do seu corpo, o que não posso aceitar é que essa minoria imponha suas vontades sobre uma sociedade que na sua maioria segue os princípios tradicionais. Não posso ficar tranquilo sabendo que um homem possa usar um banheiro ao mesmo tempo que uma mulher, quem vai garantir a segurança da sua família, levando em consideração as ocorrências de assédio sexual entre outras denúncias.

Para a médica americana Elizabeth Lee Vliet, que estuda os efeitos das mudanças hormonais em mulheres, os banheiros e vestiários “neutros” – que podem ser frequentados indistintamente – representam um grande perigo, já que não apenas transgêneros acabam fazendo uso: são frequentes os casos de homens mal intencionados que entram em ambientes antes exclusivamente femininos, em episódios de atentado ao pudor, assédio sexual, pedofilia e estupro. “É a tirania da minoria”, afirma Vliet.

Martins disse ainda, as lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuaisas não compõem um terceiro sexo, Biologicamente continua como Homens e Mulheres, por este motivo não há qualquer necessidade de banheiros unissex. A UFT é uma instituição federal, peço ao nosso parlamento que tome as providencias cabíveis a respeito do assunto, como vereador de Palmas estou atento aos acontecimentos em nosso município, vou sempre lutar para que isso não se torne uma realidade em nossa capital. Todas as matérias pertinente a este assunto, estaremos sempre nos posicionando contra. Assim disse Filipe Martins Vereador em Palmas-TO.

UFT

ASCOM – VEREADOR FILIPE MARTINS
UFT
G1

Veja também

Comentários

Carregando...